Tag Archives: Estados Unidos

Essays: Vamos Pensando nos Common App Prompts

2015_2016_common_app_essay-prompts_wordle


O famoso “college essay” é, em geral, o elemento mais desafiador dos college applications, até para alunos americanos. Então quando se trata de alunos internacionais, que nunca passaram por esse tipo de avaliação, bota desafiador nisso! _Mas repare bem:  não é para ficar intimidado!  O essay representa uma oportunidade: Uma oportunidade para você mostrar quem você é. e por quê, para os comitês de admissões entenderem você além do seu GPA e SAT.  É isso que eles querem — conhecer você melhor como ser humano mesmo — e é por isso que se dá tanto valor aos essays. _ Com agosto chegando, para quem está aplicando esse ano, já passou da hora de começar a focar na questão dos essays. Você vai estar competindo com muitos alunos com o mesmo perfil acadêmico que você, e os seus essays podem ser o que ganham admissão para você. Por isso, é importante começar CEDO esse processo de elaboração. _ Abaixo publicamos os 5 prompts do Common Application, a serem respondidas em 250 – 650 palavras, e incluimos comentários sobre cada um para ajudar você a pensar em algumas ideias! Então vamos lá:

1. Some students have a background, identity, interest, or talent that is so meaningful they believe their application would be incomplete without it. If this sounds like you, then please share your story. _

Bem aberto, né?  Independente da memoria; caraterística pessoal; hobby ou interesse, talento que você for escolher, cabe aqui. Então pensa: O que, nos seus ~17 anos de vida, foi importante pra moldar você como pessoa? Lembra que pode ser algo aparentemente banal —  por exemplo, um gibi ou livro de criança, um programa de televisão que assistiu — ou algo bem forte, como a experiência de ter mudado de país ou inclusive de cidade ou escola. O mais importante é que você consiga expressar o porquê dessa coisa [X] ter sido tão influencial para VOCÊ – uma história bem pessoal. Considere esse prompt um presente: as possibilidades são incrívelmente amplas, mas ainda dão algumas diretrizes pra você se guiar.


 

2. The lessons we take from failure can be fundamental to later success.Recount an incident or time when you experienced failure. How did it affect you, and what did you learn from the experience? _

Que fique  claro aqui que uma pergunta sobre fracasso é, na verdade, uma pergunta sobre sucesso:  Aqui te dão a oportunidade de destacar sua humildade e resistência/resiliência. Como você lida com problemas, erros, fracassos?  Lembra de alguma vez que representa pra você um momento pessoal de “levanta, sacode a poeira, e da volta por cima”, e de que forma você saiu da situação melhor/mudado? _ Só tenha cuidado pra não escolher “fracassos” que possam parecer bem banais  (por exemplo, não conseguiu ir ao show dos Foo Fighters que queria, ou não tirou a nota que queria numa prova), ou que possam indicar uma falta de bom senso, né? (Por exemplo, acidente de carro ou aquela vez que você adoeceu de tanto como nachos). Mas se puder pensar em algum incidente de “fracasso” na sua vida, e o que você aprendeu, pode ser uma opção interessante. Você fracassou como jogador de futebol, mas continua jogando, porque percebeu que o importante são os amigos e os encontros? Você tentou ser ator, mas não conseguiu, mas assim desenvolveu seu grande sonho de ser roteirista? _ Lembra que você está usando um fracasso para contar uma história positiva sobre você, e para demostrar sua perseverança, perspectiva, e bom humor!


 

3. Reflect on a time when you challenged a belief or idea. What prompted you to act? Would you make the same decision again?

Talvez a pergunta mais desafiadora, pois pede para você falar sobre alguma crença ou ideologia, que são assuntos um pouco mais perigosos e difíceis para formar uma história sucinto.  Você tem que lembrar aqui que acima de tudo você tem que ser respeitoso, humilde, e evitar prepotência ou arrogância. _ Mas pense bem, que pode ser uma boa opção para você: você questionou a política da sua escola de não permitir vestimentas religiosas?  Desafiou o machismo da sua escola, criando um campeonato misto de futebol ou um programa para mulheres que gostam de informática?  Você é um aluno gay (ou não) numa escola católica, que lutou para ter uma organização de apoio LGBT? _ Só lembra que essa pergunta pode ser polêmica, então tenha cuidado ao escolher. Mas se alguma história de questionar uma crença ou ideologia foi muito impactante para você, vai em frente. Eles estão querendo entender o seguinte:  O que é que leva você a defender as suas crenças? Quais são seus valores mais caros? O que é fundamental para você moralmente?


 

4. Describe a problem you’ve solved or a problem you’d like to solve. It can be an intellectual challenge, a research query, an ethical dilemma-anything that is of personal importance, no matter the scale. Explain its significance to you and what steps you took or could be taken to identify a solution.


Aqui vemos semelhanças com prompt 2, masa pergunta aqui é mais ampla: Pense em algum obstáculo que você superou ou problema que você solucionou que influenciou o seu jeito de encarar a vida ou fez você repensar seus valores.  Você teve vontade de ter mais organização na sua vida, e criou um aplicativo para seu celular, o que inspirou você a querer estudar ciências informáticas?  Sua família ficou sem babá para um primo ou irmão mais novo, você assumiu o papel, e agora que estudar Early Childhood Development? Ao pensar como responder essa pergunta, pense nas seguintes questões:  O que você gostaria de mudar no mundo?  Qual a contribuição positiva que você acha que pode fazer para alguma causa importante para você? Lembra que o “problema”que você for escolher deve ter uma conexão significante à sua vida e ao seu mundo. E não esquece de incluir o processo de resolução:  Explain its significance to you and what steps you took or could be taken to identify a solution.


 

5. Discuss an accomplishment or event, formal or informal, that marked your transition from childhood to adulthood within your culture, community, or family.

De novo, bem ampla essa pergunta, e preste atenção no detalhe de “formal or informal” — ou seja, você pode falar do evento ou realização que quiser, e mesmo as palavras event accomplishment  são bem abertas a interpretação.  O que você tem que focar é a significancia desse “accomplishment or event” para sua transição e transformação; deve ser alguma coisa que fez você enxergar o mundo de forma mais madura, mais adulta.


 

Questões Financeiras: Need-Blind versus Need-Aware Admissions

admissions       O custo de cursos de ensino superior nos Estados Unidos é alto, e reflete o fato que o ensino superior é, de certa forma, um negócio como qualquer outro, e cada instituição tem seu balanço de receitas e despesas.  O nível de ajuda financeira que cada universidade pode oferecer depende das suas próprias condições financeiras. Para candidatos dos Estados Unidos, muitas universidades prestigiosas oferecem “Need-Blind Admissions”. Isso significa que eles garantem que não tomam em conta a necessidade financeira do aluno quando tomam a decisão sobre admissão, e geralmente também significa que garantem que darão suficiente ajuda financeira para que qualquer aluno admitido possa cursar a faculdade. Porém, para alunos vindos do exterior, cada vez menos universidades oferecem essa garantia .  Apenas Harvard, MIT, Princeton,  Yale, Amherst, and Dartmouth oferecem need-blind admissions para candidatos internacionais. Como este post recent da Williams College mostra, a crise financeira de 2008 fez com que várias universidades tivessem que abandonar “need-blind admissions” para candidatos estrangeiros – e algumas mesmo para candidatos dos Estados Unidos: “Between 2001 and 2010, [Williams College] was fully need-blind. In 2010, following the 2008 financial crisis, the College became need-aware for international applicants.” As outras universidades, portanto, são “need-aware”. As que oferecem ajuda financeira para alunos estrangeiros (que já são poucas) reconhecem que tem dinheiro limitado para oferecer e por isso consideram se vão ter que bancar o aluno ou não.  Veja por exemplo a mensagem no site da Stanford University: Screen Shot 2015-06-19 at 7.42.50 AM E Oberlin College deixa clara a situação:

Oberlin is privileged to be one of the few American colleges and universities able to offer substantial financial assistance to international students. More than 80 percent of our international students receive institutional financial aid, with the average aid package covering about three-quarters of the cost of attendance.

The international financial aid budget is not unlimited. Consequently, the international admission process is extremely competitive—particularly for students with high financial need. Fewer than 15 percent of international applicants are admitted in a typical year.

As universidades que oferecem ajuda financeira para alunos internacionais geralmente se vêem na obrigação de adotar um “need-aware admissions policy”. Isso significa, como Oberlin deixou bem claro, que é um pouco mais difícil de entrar se indicar que precisará de ajuda financeira. Quando estiver avaliando as universidades às quais aplicará, é fundamental que entre no site de financial aid – international students (às vezes tudo sobre ajuda financeira vai se encontrar na mesma página, às vezes as universidades têm outra página para alunos estrangeiros) para saber exatamente qual a política de ajuda financeira daquela universidade. Dúvidas ainda sobre esse processo?  Estaremos escrevendo mais ainda sobre a questão de financial aid para estrangeiros. Mas enquanto isso, entra em contato com a gente:  info@guided.com.br.

Prestigio versus “Fit”

Fissurado em Quidditch e fã do frio? Talvez Middlebury College (imagem) seja um bom
Fissurado em Quidditch e fã do frio? Talvez Middlebury College (imagem) em Vermont seja um bom “fit” para você!

Quando você estiver escolhendo as universidades às quais vai aplicar – e depois, qual vai cursar – você vai sempre enfrentar a tentação de se deixar levar pelo prestigio do nome da faculdade. Harvard, Stanford, Yale… são universidades conhecidas pelo mundo inteiro, tudo bem. Mas você tem que pensar no seu perfil e o que você quer para os próximos 4 anos, e onde e com quem você quer seu network depois. Então, pense além do prestígio de cada faculdade. Pense no lugar que você queria estar – clima? cidade? rural? costa leste ou oeste? etc. – e o tamanho da universidade. Quais as oportunidades de pesquisa? Quais as opções para extracurriculares? Qual o perfil academico, político, religioso do aluno médio? Quantos estrangeiros estão cursando faculdade lá? São algumas perguntas que ajudarão você a entender onde você se encaixaria bem – onde seria um bom “fit” para você. Para começar a entender algumas diferenças entre faculdades americanas, pode dar uma olhada em algumas das listas da Princeton Review, que incluem “Happiest Students”; “Best Campus Food”; e “Most Politically Active”: http://www.princetonreview.com/college-rankings/best-379-colleges. Leia mais, em inglês, nesse artigo da Kat Cohen sobre o assunto, publicado recentemente no Huffington Post: http://www.huffingtonpost.com/kat-cohen/the-truth-about-name-bran_b_7442018.html